Estudo Sobre Quedas com Frequentadores de um Parque Público da Zona Sul Cidade de São Paulo

Autores

  • Maria Cecilia Leite de Moraes Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil)
  • Carlos Antonio Teixeira Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil).
  • Jessica Gomes Marin Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil)
  • Edla Laurindo do Nascimento Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil).

DOI:

https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v2i1.109

Palavras-chave:

Acidentes por Quedas, Danos, Saúde do Adulto.

Resumo

Atualmente, as quedas emergem como importante problema de saúde pública mundial. O envelhecimento das populações contribui, vigorosamente, para que este acidente ocorra. Entretanto, o fenômeno é observável em outras faixas etárias. Há indícios de que alterações de saúde favoreçam o desfecho. Objetivo: Conhecer a distribuição do evento, segundo perfil demográfico, e identificar quais condições pré-existentes de saúde poderiam concorrer para o episódio. Método: Pesquisa exploratória e descritiva, com amostra de conveniência constituída por oitenta e oito indivíduos, frequentadores de um parque público da zona sul do município de São Paulo; que aceitaram participar, após responderem positivamente a indagação “Você sofreu alguma queda de dezembro para cá? ” Estudou-se a prevalência de casos, no período de um ano. Resultados: As quedas aconteceram em maior número entre mulheres (57,3%), a média de idade foi 45,4 anos. Foram reconhecidos como condições pré-existentes: problemas visuais (62,2%), insônia (31,7%) e hipertensão arterial (22,0%). Os resultados encontram-se consonantes com a literatura, contudo detectou-se uma enorme lacuna de estudos, a exceção do universo de pessoas idosas. Diante disto, afirma-se a necessidade do aprofundamento de pesquisas pois o episódio acontece indistintamente na coletividade.

Biografia do Autor

Maria Cecilia Leite de Moraes, Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil)

Doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo – USP, São Paulo (Brasil). Professora do Mestrado Profissional em Promoção de Saúde do Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil)

Carlos Antonio Teixeira, Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil).

Doutor em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo – FSP/USP, São Paulo (Brasil). Professor do Mestrado Profissional em Promoção de Saúde do Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil). 

Jessica Gomes Marin, Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil)

Fisioterapeuta graduada pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil). 

Edla Laurindo do Nascimento, Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil).

Fisioterapeuta graduada pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP, São Paulo (Brasil). 

Downloads

Publicado

2016-06-01

Como Citar

Moraes, M. C. L. de, Teixeira, C. A., Marin, J. G., & Nascimento, E. L. do. (2016). Estudo Sobre Quedas com Frequentadores de um Parque Público da Zona Sul Cidade de São Paulo. International Journal of Health Management Review, 2(1), 72–83. https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v2i1.109

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.