Atuação da equipe de enfermagem no parto humanizado e seus benefícios diante o parto cesárea

Mirian Aparecida Gomes, Chennyfer Dobbins Abi Rached

Resumo


Introdução: O parto é um processo natural e fisiológico, porém após a institucionalização desse processo, o parto tornou-se mecanizado. A definição acerca da via de parto sofre influência de diversos fatores, dentre os quais se destacam: riscos e benefícios, possíveis complicações e repercussões futuras. Objetivos: Identificar os malefícios do parto cesárea junto às suas possíveis complicações quando comparados ao parto humanizado; Descrever a atuação da equipe de enfermagem no parto humanizado. Método: Pesquisa bibliográfica em bases de dados LILACS e SCIELO, e na biblioteca eletrônica Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) de artigos de periódicos nacionais, sendo textos de língua portuguesa, disponíveis gratuítos na íntegra e a partir do ano de 2013. Desenvolvimento: A cesariana sem indicação clínica quando comparada ao parto vaginal está relacionada com maior morbidade materna, como a necessidade de transfusão sanguínea, histerectomia, internação em UTI e piores desfechos neonatais, enquanto o parto humanizado passa por um modelo assistencial que proporciona a mulher benefícios físicos e psicológicos. O enfermeiro ao elaborar intervenções voltadas para as reais necessidades das puérperas, qualifica o cuidado prestado com a contribuição de forma decisiva. Considerações Finais: O parto normal é um desafio para as mulheres, porém benéfico em relação à cesárea, que por sua vez, apesar de ser mais rápida e cômoda, pode acarretar em diversar complicações materno-fetal.


Palavras-chave


Parto Humanizado; Cuidados de Enfermagem; Cesárea.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.