Avaliação das boas práticas de fabricação em panificadoras por meio da aplicabilidade de check-list no município de Campinas - SP
PDF

Palavras-chave

Padarias
Boas práticas
Check-List
Condições higiênico-sanitárias
Segurança alimentar
Legislação.

Como Citar

Machado, G. G., Coutinho, V. F., & Ferraz, R. R. N. (2019). Avaliação das boas práticas de fabricação em panificadoras por meio da aplicabilidade de check-list no município de Campinas - SP. International Journal of Health Management Review, 5(1). https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v5i1.145

Resumo

Nos últimos anos, observou-se a expansão de diversos setores na área de alimentação, sendo as panificadoras um dos que mais cresceram em todo o mundo. Portanto, devido a este crescimento tão promissor, surgiram às preocupações com a qualidade higiênicosanitária das padarias. Desta forma, o objetivo principal deste estudo foi avaliar as boas práticas de fabricação em duas panificadoras localizadas no Município de Campinas-SP. O instrumento utilizado para coleta dos dados foi uma lista de verificação (check-list) disponibilizada na resolução - RDC n° 275/2002, que conta com diversificados itens de verificação, divididos em cinco módulos: I- Edificações e Instalações; II – Equipamentos móveis e Utensílios; III – Manipuladores; IV – Produção e Transporte do Alimento e V
– Documentação. Após a aplicação da lista de verificação, cinco perguntas elaboradas e padronizadas para ambos os estabelecimentos, foram realizadas aos proprietários, a fim de elucidar as inconformidades encontradas. Deste modo, os resultados obtidos apontaram diversas não conformidades nos estabelecimentos avaliados, sendo a padaria B a de pior atendimento as boas práticas de fabricação, tanto ao ser avaliada e classificada de forma geral, como ao ser avaliada individualmente em seus módulos, quando comparada a padaria A, embora nenhuma das panificadoras tenham sido classificadas em Grupo 1 – BOM, considerando o de melhor atendimento as boas práticas de fabricação. Conclui-se então que ambos os locais não apresentam adequação as boas práticas e por
isso, colocam em risco a saúde de seus consumidores.

https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v5i1.145
PDF

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) em http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html