Tratamento cirúrgico de avulsão da espinha tibial com uso de parafuso de compressão: relato de caso
PDF

Palavras-chave

Ortopedia
Traumatologia
Cirurgia
Tíbia.

Como Citar

Berci, M. P. F., Fornari, J. V., Nonose, N., Buainain, R. P., dos Santos, F. A., Moreira, A., Caldeira, P. R. de A. F., de Mattos, R. A. C., & Marcondes, F. B. (2020). Tratamento cirúrgico de avulsão da espinha tibial com uso de parafuso de compressão: relato de caso. International Journal of Health Management Review, 6(1). https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v6i1.188

Resumo

Introdução: A fratura da espinha tibial é uma avulsão óssea do ligamento cruzado anterior (LCA) em sua fixação na eminência intercondilar da tíbia. Afetando mais comumente crianças entre 8 e 14 anos de idade esqueléticos imaturos, as fraturas da coluna tibial são frequentemente consideradas como o equivalente pediátrico às lesões do LCA adultas no meio da vida. Objetivo: Relatar um caso de fratura e avulsão da espinha tibial tratado com uso de parafuso de compressão (parafuso Hebert) por via anterior aberta. Método: Trata-se do relato retrospectivo de um caso atendido no Serviço de Ortopedia e Traumatologia do HUSF de Bragança Paulista, SP. Os dados para confecção deste trabalho foram obtidos com base no prontuário do paciente Resultado: Foi optado por uma fixação com parafuso de compressão através de via anterior aberta. Conclusão: O paciente apresentou melhora de flexão e extensão após a intervenção.
https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v6i1.188
PDF

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) em http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html