Composição da ginástica laboral e ergonomia: uma combinação saudável para as empresas

Gunther Monteiro de Paula Guirado, Eleni Oliveira, Manoel Messias Primo da Silva, Ana F. B. Moreira, Fernanda Vieira Ferreira

Resumo


O presente estudo objetivou quantificar os dados de risco para membros superiores e coluna vertebral, enquanto desenvolvendo Ginástica Laboral e Ergonomia, em trabalhadores de uma empresa no Vale do Paraíba Paulista. Para tal, trabalhou com uma amostragem variável de 33 a 52 funcionários do setor fabril, no período de março de 2017, novembro de 2017 e setembro de 2018. A população foi composta por homens, com média de idade de 29 anos, Índice de Massa Corpórea (IMC) entre 25 e 35 (padrão normal a sobrepeso), a maior parte sedentários. Os dados obtidos foram tabulados e estatisticamente analisados por meio do Microsoft Excel 2010. Em suma, a ginástica laboral e a ergonomia associados, acaba por ser um recurso a diminuir o impacto de distúrbios osteomusculares e cognitivos nos trabalhadores, podendo neste estudo comprovar esta sinergia positiva, e de melhora para qualidade de vida dos empregados no ambiente laboral.

Palavras-chave


Ginástica laboral; Ergonomia; Qualidade de vida; Ambiente de trabalho.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.