Lesões ortopédicas decorrentes da prática de jiu-jitsu: síntese de evidências clínicas

Caio Vinicius de Andrade Gouvea, Guilherme Chohfi de Miguel, Mário Elias Neto, Giovanna Uliana Rodrigues

Resumo


Introdução: O Jiu-Jitsu é uma arte marcial de origem japonesa que tem como significado: “-Arte Suave”. No Brasil, o Jiu-Jitsu ganhou um estilo específico, conhecido como Brazilian Jiu Jitsu, um esporte de combate e autodefesa que surgiu no começo do século XX, a partir da Familia Gracie. A literatura nacional carece de revisões que discorram sobre as principais lesões relacionadas à prática do Jiu-Jitsu. Objetivo: Revisar a literatura buscando identificar as principais lesões relacionadas à prática do Jiu-Jitsu. Método: A estratégia "jiu-jitsu AND (injury OR injuries OR lesion OR lesions)" foi utilizada na base PUBMED e no software de busca Publish or Perish. Resultados: Após as buscas, 13 artigos atenderam adequadamente aos critérios de inclusão. Conclusão: Cerca de 90% dos praticantes de Jiu-Jitsu já sofreram pelo menos uma lesão associada ao esporte, principalmente durante os treinos. As lesões ortopédicas mais prevalentes ocorreram nos cotovelos, joelhos, tornozelos, ombros, pescoço e pernas. O maior número das lesões afetou os membros superiores e do lado direito. Mais especificamente o complexo ligamentar medial do cotovelo foi a região mais afetada, principalmente quando ocorre a imobilização por chave de braço, decorrente do braço de alavanca em hiperextensão da articulação. Lesões musculoesqueléticas são mais comuns em indivíduos mais experientes, do sexo feminino e o tempo de treinamento constituíram os principais fatores preditivos para lesões em adolescentes.


Palavras-chave


Ortopedia, Medicina do Esporte, Artes Marciais, Transtornos Traumáticos Cumulativos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.