Efetividade do bloqueio do plano eretor em cirurgias abdominais: Síntese de evidências clínicas
PDF

Palavras-chave

Anestesiologia
Plano Eretor
Bloqueio
Gastroenterologia

Como Citar

Iared, W. L., & Silveira, B. R. (2021). Efetividade do bloqueio do plano eretor em cirurgias abdominais: Síntese de evidências clínicas. International Journal of Health Management Review, 7(1). https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v7i1.231

Resumo

Introdução: O bloqueio do plano eretor vem sendo sugerido como uma técnica apropriada para anestesia e analgesia intra e pós-operatória em cirurgias abdominais de grande porte. Objetivo: Realizar uma revisão da literatura buscando sintetizar as principais evidências clínicas sobre a efetividade do bloqueio do plano eretor em cirurgias abdominais. Método: A base de dados PUBMED foi escolhida para seleção dos artigos, utilizando a seguinte estratégia de busca: "erector spinae"[title] AND "abdominal surgery"[title]. Resultados: A busca identificou 10 artigos, publicados no período entre 2017 e 2020, que foram incluídos para revisão. Síntese de Evidências: Todos os trabalhos revisados, em sua maioria relatos de casos, apresentaram uma série de vantagens do bloqueio do plano eretor em cirurgias abdominais de grande porte. Os artigos afirmaram existir um risco muito reduzido de complicações graves, e que este fato, aliado à eficácia analgésica da técnica, indicam que o bloqueio do plano eretor é superior à anestesia peridural na referida modalidade cirúrgica. Relatou-se ainda analgesia pós-operatória prolongada com uso mínimo de opioides, especialmente quando os bloqueios epidural e paravertebral não são recomendados, além de manutenção da estabilidade cardiovascular, tanto em adultos quanto em bebês. Em suma, o bloqueio do plano eretor para cirurgias abdominais mostrou-se uma técnica anestésica bastante promissora, embora estudos clínicos randomizados e com maior tempo de seguimento ainda sejam necessários para avaliar os seus efeitos em grande escala.

https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v7i1.231
PDF

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) em http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html