Efetividade do bloqueio do plano eretor em cirurgias abdominais: Síntese de evidências clínicas

William Luiz Iared, Bruno Ricciardi Silveira

Resumo


Introdução: O bloqueio do plano eretor vem sendo sugerido como uma técnica apropriada para anestesia e analgesia intra e pós-operatória em cirurgias abdominais de grande porte. Objetivo: Realizar uma revisão da literatura buscando sintetizar as principais evidências clínicas sobre a efetividade do bloqueio do plano eretor em cirurgias abdominais. Método: A base de dados PUBMED foi escolhida para seleção dos artigos, utilizando a seguinte estratégia de busca: "erector spinae"[title] AND "abdominal surgery"[title]. Resultados: A busca identificou 10 artigos, publicados no período entre 2017 e 2020, que foram incluídos para revisão. Síntese de Evidências: Todos os trabalhos revisados, em sua maioria relatos de casos, apresentaram uma série de vantagens do bloqueio do plano eretor em cirurgias abdominais de grande porte. Os artigos afirmaram existir um risco muito reduzido de complicações graves, e que este fato, aliado à eficácia analgésica da técnica, indicam que o bloqueio do plano eretor é superior à anestesia peridural na referida modalidade cirúrgica. Relatou-se ainda analgesia pós-operatória prolongada com uso mínimo de opioides, especialmente quando os bloqueios epidural e paravertebral não são recomendados, além de manutenção da estabilidade cardiovascular, tanto em adultos quanto em bebês. Em suma, o bloqueio do plano eretor para cirurgias abdominais mostrou-se uma técnica anestésica bastante promissora, embora estudos clínicos randomizados e com maior tempo de seguimento ainda sejam necessários para avaliar os seus efeitos em grande escala.


Palavras-chave


Anestesiologia; Plano Eretor; Bloqueio; Gastroenterologia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.