Hérnia obturatória encarcerada: desafios no diagnóstico e tratamento

Muriell Camara Lombardi, Vinício Araújo de Oliveira, Marco Aurélio Leão Beltrami, André de Melo Oliveira, Grazielly Coser de Assis, Ricardo Lima Lopes

Resumo


Introdução: A hérnia obturatória é uma condição rara, compreendendo de 0,07-1% e 0,2-1,6% das obstruções de intestino delgado. Trata-se de uma condição de alta morbimortalidade devido a quadro clínico inespecífico, que leva ao atraso no diagnóstico e tratamento. Objetivo: Relatar um caso de hérnia obturatória encarcerada atendida em nosso Serviço. Método: Trata-se de um relato de caso único atendido no Serviço de Cirurgia Geral do Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo – São Paulo, SP. Este trabalho obedeceu às diretrizes previstas na Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde quanto aos aspectos éticos e legais envolvendo seres humanos. Conclusão: A laparotomia exploradora com correção de hérnia obturatória e ressecção intestinal, se necessária, tem sido a estratégia de tratamento tradicional nesses pacientes. A realização da tomografia computadorizada abdominal pode auxiliar no diagnóstico pré-operatório, permitindo uma intervenção cirúrgica precoce e, portanto, ajuda a reduzir a incidência de complicações, como isquemia, necrose, choque séptico e óbito.


Palavras-chave


Cirurgia; Cirurgia Geral; Hérnia Obturatória

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.