ANÁLISE DO REGISTRO DOS ANTIMICROBIANOS NA ANVISA: A IMPORTÂNCIA DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA NO ACESSO AO MEDICAMENTO FRACIONADO
PDF

Palavras-chave

Gestão em Saúde. Indústria Farmacêutica. Fracionamento de Medicamentos.

Como Citar

Couto, W., & Dobbins Abi Rached, C. (2021). ANÁLISE DO REGISTRO DOS ANTIMICROBIANOS NA ANVISA: A IMPORTÂNCIA DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA NO ACESSO AO MEDICAMENTO FRACIONADO. International Journal of Health Management Review, 7(2). https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v7i2.258

Resumo

Introdução: fracionar é o ato de dividir medicamentos em partes menores com o objetivo de dispensar remédios aos pacientes através de um sistema de distribuição por unidade farmacêutica. O fracionamento de medicamentos contribui com a redução do descarte inapropriado, evita sobras dentro de casa dos tratamentos anteriores e reduz a utilização de medicamentos sem prescrição ou orientação de um profissional habilitado. Objetivo: analisar como o fracionamento pode cooperar no acesso aos medicamentos, contribuindo assim como ferramenta para que o mercado farmacêutico fomente políticas e estratégias para ampliar a prática do fracionamento. Metodologia: trata-se de uma pesquisa documental exploratória dos registros de medicamentos contidos no site de consulta da ANVISA. Resultados: os registros dos medicamentos fracionados ocorreram em 41,7% dos antimicrobianos com os componentes básicos, tendo 20,8% dos medicamentos sem o devido registro de comercialização na ANVISA, 37,5% dos medicamentos não têm registro de fracionamento, podendo chegar a 58,3% dos medicamentos não fracionados se considerados os medicamentos sem registro. Conclusão: o fracionamento pode contribuir para uma efetiva economia e a possibilidade de que esse recurso seja investido em outras áreas da saúde, trazendo uma melhoria e/ou qualidade nos serviços ofertados.
https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v7i2.258
PDF

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) em http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html