Perspectivas no gerenciamento da COVID-19 no atendimento odontológico

Adriana Reis Miller, Lara Jansiski Motta

Resumo


O impacto da COVID-19 na área da saúde ainda permanece alto, mesmo após meses da declaração de pandemia realizada pela Organização Mundial da Saúde, em 11 de março de 2020. O cirurgião-dentista, considerado como um dos profissionais com maior risco ocupacional em relação a esta enfermidade, teve de alterar a rotina do consultório e buscar adequações na realização dos procedimentos, visando a manutenção de atendimentos seguros para sua equipe e para o paciente. Sendo assim, este trabalho propôs responder a seguinte questão: “Quais informações e orientações científicas norteiam o gerenciamento da COVID-19 no atendimento odontológico?”. A metodologia utilizada para a pesquisa foi a revisão integrativa da literatura, por meio do levantamento bibliográfico nas bases de dados Cochrane, PubMed/MEDLINE; Literatura Latino-Americana em Ciências da Saúde (LILACS), Scopus e Web of Science, com publicações a partir do ano de 2019 até janeiro de 2021. Como resultados, após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados e avaliados 32 artigos dos quais foram elencadas as principais sugestões para adequação no atendimento odontológico durante a pandemia, visando evitar e/ou mitigar os riscos de propagação e infecção da SARS-CoV-2. Como contribuição, este estudo esclareceu as modificações e adaptações importantes nos procedimentos e condutas clínicas odontológicas, que poderão nortear gestores e profissionais na elaboração de seus protocolos clínicos e protocolos operacionais padrão.


Palavras-chave


COVID-19, Odontologia, Biossegurança.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.