Integração vertical em saúde como estratégia de gestão: estudo de caso único em um serviço de oncologia de uma operadora de saúde
PDF

Palavras-chave

Gestão em Saúde
Verticalização de Serviços de Saúde
Custos em Saúde
Oncologia
Estrutura Vertical

Como Citar

Barbosa, J. A., & Barbosa, A. P. (2021). Integração vertical em saúde como estratégia de gestão: estudo de caso único em um serviço de oncologia de uma operadora de saúde. International Journal of Health Management Review, 7(2). https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v7i2.265

Resumo

A fragmentação da rede e a falta de comunicação dos serviços de saúde levam usuários a uma peregrinação por atendimento de saúde. Pacientes oncológicos, talvez sejam os que mais dependem de um cuidado holístico e de uma rede interligada. Este estudo analisa a reestruturação de rede de uma operadora de saúde suplementar, que vem implementando estrutura vertical no serviço oncológico de saúde. Compara os gastos no tratamento de câncer de próstata e de mama na rede de prestadores e no serviço próprio e compreende a percepção e os desafios dos gestores envolvidos na implantação da estrutura vertical de saúde. Foram adotadas as abordagens - qualitativa e quantitativa - e o método, um estudo de caso único. Para a avaliação dos dados e compilação dos resultados foi utilizada a análise de conteúdo. Os resultados obtidos demonstram que a infusão de quimioterápicos em serviço próprio para tratamento de câncer de mama e próstata pode ser 17% e 7% respectivamente mais barato que o mesmo serviço oferecido em rede terceirizada, e que a implantação da estrutura vertical em saúde proporciona uma maior integração entre os profissionais envolvidos, maior responsabilidade assistencial e propicia a troca de conhecimentos, o que fortalece o serviço prestado.
https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v7i2.265
PDF

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) em http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html