Melhorias dos postos de trabalho com projetos ergonômicos: um maior valor ao capital humano para as empresas

Gunther Monteiro de Paula Guirado, Cesar Polisel, Daniel Forastieri

Resumo


O presente estudo objetivou quantificar os resultados de quatro anos consecutivos de ações em ergonomia refletidos à saúde e segurança de trabalhadores de uma empresa no Vale do Paraíba Paulista do ramo de alumínio. Para tal, na amostragem com oscilação de 1200 a 1300 funcionários do setor fabril, no período de 2017 a 2020, teve população composta por homens, com média de idade de 35 anos, Índice de Massa Corpórea (IMC) no padrão de normalidade (18,6 a 24,9), a maior parte sedentários. Os dados obtidos foram tabulados e estatisticamente analisados por meio do Microsoft Excel 2010. Computado no início dos rastreamentos deste estudo, ano de 2017 o total de 15 funcionários afastados no INSS, respectivamente com padrões decrescentes estando em 2018 com 14 funcionários, posteriormente em 2019 com expressiva queda seguindo para 3 funcionários e no final do estudo, no ano de 2020 com apenas 2 funcionários. No tocante aos dias totais abonados CID-10 ortopédicos de Ombros e Coluna Vertebral verificou-se 2017 com 559 dias, em 2018 com 433 dias, 2019 também com redução importante estando com 280 dias e no final do estudo, no ano de 2020 em 254 dias. Todas as áreas com reduções gradativas sendo proporcionalmente maior nas áreas de Acabamento e Reciclagem. Em suma, a ergonomia física e cognitiva aplicada continuamente através de um robusto planejamento e cronograma de realizações nestes anos, teve como dados o relevante resultado da relação inversamente proporcional comprovando a ascendência de maior produtividade homem/hora trabalhada a cada ano e menores índices de afastados pelo INSS. Deste modo, podendo neste estudo comprovar a eficácia das melhorias, sob consequente melhoria para qualidade de vida dos empregados no ambiente laboral.

Palavras-chave


Ergonomia; Qualidade de vida; Ambiente de trabalho

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.