Reconstrução do ligamento cruzado anterior com a utilização de enxerto do tendão patelar: revisão de ensaios clínicos
PDF

Palavras-chave

Ligamento Cruzado Anterior
Enxerto
Cirurgia Ortopédica
Tendão Patelar

Como Citar

Matiola, I. R. (2022). Reconstrução do ligamento cruzado anterior com a utilização de enxerto do tendão patelar: revisão de ensaios clínicos. International Journal of Health Management Review, 8(1). https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v8i1.305

Resumo

Introdução: Em muitos países, a incidência de lesões que necessitam de reconstrução do ligamento cruzado anterior (LCA) tem aumentado constantemente. Uma vez que uma lesão do LCA é diagnosticada, o procedimento cirúrgico padrão-ouro, a reconstrução, é o mais indicado. Para tanto, o uso de diferentes enxertos pode resultar em resultados diferentes e, por isso, a seleção desses enxertos pelo cirurgião é um ponto importante a ser discutido. Dentro deste contexto, existem três principais tipos de enxertos para reconstrução do LCA: auto enxertos, aloenxertos e enxertos sintéticos, sendo os auto enxertos do tendão patelar (TP), os mais amplamente utilizados.

Objetivo: Avaliar ensaios clínicos que discutam sobre as técnicas de reconstrução do LCA com a utilização de enxerto do TP, caracterizando suas vantagens e desvantagens.

Método: Para a seleção dos trabalhos foi utilizada a base PubMed, empregando o seguinte algoritmo booleano: "anterior cruciate ligament"[title] and reconstruction[title] AND patellar[title]”.

Resultados: Esta revisão contou com 8 artigos publicados entre os anos de 2017 e 2021 e que atenderam adequadamente a estratégia de busca previamente estabelecida. Síntese de evidências: Com base nos ensaios clínicos revisados, foi possível constatar que a reconstrução do LCA utilizando enxertos do TP, o que inclui o enxerto osso - tendão patelar - osso (BPTB), é atualmente a técnica mais indicada.

https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v8i1.305
PDF
Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review