International Journal of Health Management Review https://ijhmreview.org/ijhmreview <p>A revista <strong>International Journal of Health Management Review (</strong><strong>JHM Review) </strong>está inserida no meio científico diante de um momento de reflexão sobre os desafios da gestão dos sistemas de saúde no Brasil e no mundo, visto que, os recursos em saúde estão cada vez mais escassos, o que torna um desafio tanto para esfera pública como privada. Este periódico é editado pela <a href="https://alumniin.com/inicio/" target="_blank" rel="noopener"><strong>Editora ALUMNI IN</strong></a>.</p> <p><strong>e-ISSN: 2526-1606</strong> | Ano de criação: 2015 | Área do conhecimento: <strong>Interdisciplinar e áreas correlatas</strong>| <strong>Qualis: B3</strong> (2013-2016).</p> <p>As mudanças que aparecem nos ambientes político, social, cultural, ambiental, tecnológico e econômico nos diversos países, refletem na maneira de gerenciar os recursos de saúde, demandando soluções práticas, claras e objetivas no cotidiano dos administradores inseridos nos sistemas de saúde.</p> <p>Neste contexto, a <strong>IJHMReview</strong> pretende contribuir com pesquisas voltadas a essas questões práticas, trazendo o conhecimento e entendimento científico de como melhorar a gestão em saúde, favorecendo a qualidade da assistência, otimização de recursos em saúde e consequentemente melhora da qualidade de vida das populações. Logo, os temas de interesse são:</p> <p>• Gestão em Saúde na prática do administrador hospitalar: aspectos estratégicos, táticos e operacionais;</p> <p>• Organização formal e informal dos serviços de saúde: liderança, negociação, comunicação, cultura;</p> <p>• Desafios, tendências e aspectos estratégicos na gestão de sistemas de saúde;</p> <p>• Gestão da qualidade dos serviços de saúde;</p> <p>• Gestão de custos dos serviços de saúde;</p> <p>• Aspectos e tendências das Políticas Públicas de Saúde, Saúde da Mulher, Saúde do Homem, Doenças Sexualmente Transmissíveis, Vigilância Epidemiológica e Sanitária, dentre outras;</p> <p>• Empreendedorismo e inovação no setor de saúde;</p> <p>• Gestão tecnológica no setor de saúde;</p> <p>• Gestão de Operações em Saúde;</p> <p>• Sistemas de informação gerencial em saúde;</p> <p>• Sustentabilidade do Setor Saúde;</p> <p>• Gestão de Crises nos sistemas de saúde;</p> <p>• Logística operacional no setor saúde; </p> <p>Como uma publicação científica, a <strong>IJHMReview</strong> prioriza estudos científicos, tanto empíricos quanto teóricos e relatos técnicos (trabalhos de caráter prático/técnico), casos reais ocorridos nos serviços e sistemas de saúde.</p> <p>A <strong>IJHMReview</strong> publicará artigos nos idiomas português, inglês e espanhol.</p> <p>A submissão de artigos ocorre exclusivamente por meio desta plataforma eletrônica, sendo que tais trabalhos serão avaliados por pares no sistema blind review.</p> JHMReview pt-BR International Journal of Health Management Review 2526-1606 <p><strong>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</strong></p> <p>O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;</p> <p>O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);</p> <p>A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);</p> <p>É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.</p> <p>Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.</p> <p>Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p> <p>Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) em http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html</p> Usos Clínicos da Fluoresceína na Prática Médica: Revisão da Literatura https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/314 <p><strong>Introdução:</strong> A fluoresceína sódica (FS) é um corante, do tipo xanteno, utilizado no campo cirúrgico tanto para procedimentos oftalmológicos quanto neurocirúrgicos; neste último caso atualmente sendo aplicado à delimitação de barreira hematoencefálica (BHE) em caso de rompimento desta por diversos tipos de tumores cerebrais, como os gliomas.</p> <p><strong>Objetivo:</strong> Realizar uma revisão da literatura sobre os usos clínicos da fluoresceína na prática médica.</p> <p><strong>Método:</strong> Foi realizado um levantamento bibliográfico nas bases de dados Scielo e Lilacs com a ferramenta computacional <em>Publish or Perish</em>. Resultados: O uso da fluoresceína sódica se mostrou eficaz no processo de ressecção tumoral total (GTR) dos tumores cerebrais com boa margem de segurança e alta especificidade, graças a seu alto potencial de acúmulo nas regiões de ruptura de BHE e delimitação de região tumoral com precisão.</p> <p><strong>Conclusão:</strong> O uso da fluoresceína sódica pode ser empregado tanto na oftalmologia quanto na neurocirurgia.</p> Ageu Oliveira Rodrigues Fabio Marinho Lutz Motta Rafael Guzella de Carvalho Renato Ribeiro Nogueira Ferraz Francisco Sandro Menezes Rodrigues Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-06-01 2022-06-01 8 1 e0314 e0314 10.37497/ijhmreview.v8i1.314 Reconstrução De Canto Medial Palpebral Após Celulite Necrosante Periorbitária Com Retalho Glabelar E Cantopexia Com Fixação Transnasal Com Fio De Aço https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/315 <p>A reconstrução palpebral é uma área complexa e delicada da cirurgia plástica, principalmente em lesões que acometem o canto medial envolvendo o aparelho lacrimal, ligamento cantal medial e lamela anterior e posterior. Sendo os defeitos dessa região normalmente decorrentes de tumores cutâneos ou trauma. Objetivou-se com este trabalho descrever um caso de reconstrução com retalho glabelar associado à cantopexia superior e inferior com fixação transnasal com fio de aço. O caso aqui relatado demonstra a complexidade e o desafio provocado por uma lesão de canto medial da pálpebra de origem não neoplásica, com múltiplas estruturas para serem reconstituídas. O relato demonstra a necessidade da individualização do tratamento, tendo como decisão final para o planejamento cirúrgico, a condição clínica e a prioridade gerada pelo quadro de base da paciente. Das diversas possibilidades de reconstrução, optou-se pela cobertura do defeito com retalho glabelar, por conta de sua versatilidade, facilidade de execução e irrigação local abundante de boa confiabilidade vascular randomizada.</p> Pedro Henrique de Paula Nunes Pinto Sheila Cover Lucas Strufaldi Nunes Guilherme Baptista Rosalém Fraga Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-06-10 2022-06-10 8 1 e0315 e0315 10.37497/ijhmreview.v8i1.315 Diagnóstico e tratamento do melanoma vaginal: relato de caso https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/299 <p><strong>Introdução:</strong> Os melanomas com localização genital estão incluídos na categoria de neoplasias raras, e o melanoma vaginal é uma condição ainda mais rara, respondendo por menos de 0,05 a 0,1% das neoplasias genitais. A mortalidade dos melanomas vulvovaginais tem se mantido quase constante nas últimas décadas, e um fator que pode contribuir para a elevada mortalidade é a ausência de diretrizes terapêuticas específicas. Isso torna o diagnóstico do melanoma vaginal bastante desanimador, visto que, normalmente, está associado a um péssimo prognóstico.</p> <p><strong>Objetivo:</strong> Relatar um caso raro de melanoma vaginal atendido em nosso Serviço.</p> <p><strong>Método:</strong> Trata-se do relato do caso de uma paciente atendida no Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Universitário São Francisco na Providência de Deus – HUSF, situado na cidade de Bragança Paulista, SP. A paciente foi contatada pelos pesquisadores e assinou um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido autorizando a realização da pesquisa.</p> <p><strong>Conclusão</strong>: A paciente, de 64 anos, possuía um melanoma vaginal localmente avançado, assim como uma possível metástase pulmonar à distância. O diagnóstico foi realizado com o auxílio de exames de colposcopia, toque vaginal bimanual, estudos anatomopatológicos e imunohistoquímicos. O estadiamento da neoplasia foi detectado por tomografias computadorizadas da pelve, abdome e tórax, assim como por ultrassonografia da região inguinal. A paciente não foi submetida à cirurgia, optando por um tratamento quimioterápico paliativo com dacarbazina e radioterapia.</p> Sophia Helena Dal Rio Gomes Attilio Brisighelli Neto Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-01-11 2022-01-11 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.299 Usos clínicos do fitoterápico da erva-baleeira (Varronia curassavica jacq.): revisão da literatura https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/300 <p><strong>Introdução:</strong> A Erva-baleeira (Varronia curassavica Jacq.) é uma planta medicinal e aromática originária do Brasil. A espécie pertence à família Boraginaceae e tem grande relevância econômica devido ao óleo essencial presente em suas folhas. A planta possui importantes ações, como atividade contra o mosquito Aedes aegypti, no entanto, seu principal efeito é anti-inflamatório.</p> <p><strong>O objetivo</strong> desta revisão bibliográfica foi elencar as principais características e efeitos terapêuticos da Varronia curassavica Jacq.</p> <p><strong>Método:</strong> O trabalho foi realizado a partir da busca online, entre junho e agosto de 2020, de artigos científicos publicados em inglês e português entre 2000 e 2020 nas bases de dados de saúde pública “PubMed”, “LILACS” e “SciELO”, onde foram usados os descritores: Cordia; Plantas Medicinais; Fitoterapia. Resultados: Existem registros do uso da erva-baleeira por comunidades tradicionais para tratamento de inflamações, mialgia, artrites, reumatismos, úlceras estomacais e como tônico para contusões. Ela também tem uso citado como cicatrizante em feridas e regiões inflamadas. Popularmente, o uso é feito a partir das folhas em forma de infusão, decocção, pomadas, tinturas, extratos hidroalcoólicos e cataplasmas.</p> <p><strong>Conclusão:</strong> A Erva-baleeira é uma planta medicinal com grande emprego fitoterápico. Seu uso advém principalmente de seu importante efeito anti-inflamatório. Novos estudos sobre as propriedades terapêuticas da Erva-baleeira são necessários, a fim de explorar suas potenciais aplicabilidades clínicas e corroborar cientificamente o uso da erva já popularmente consagrada.</p> Gustavo Saad S. El Toghlobi Rafael Augusto Arantes Beatriz Gianini Knudsen Ricardo Tabach Marcos Aurélio Almeida Pereira Rafael Guzzela de Carvalho Renato Ribeiro Nogueira Ferraz Francisco Sandro Menezes Rodrigues Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-01-11 2022-01-11 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.300 Comparação entre os efeitos da utilização de vitaminas do complexo B ou antioxidantes na prevenção e progressão na doença de Alzheimer: síntese de evidências https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/301 <p><strong>Introdução:</strong> O envelhecimento é um processo contínuo no qual ocorrem diversas alterações fisiológicas, podendo levar ao comprometimento cognitivo desses indivíduos, sendo a doença de Alzheimer a demência mais comum entre os idosos. É caracterizada uma patologia de caráter neurodegenerativa, progressiva e irreversível. A nutrição parece estar relacionada com papel protetor na doença, e a utilização de vitaminas do complexo B e antioxidantes vem demonstrando perspectivas interessantes.</p> <p><strong>Objetivo:</strong> Comparar a utilização de vitaminas do complexo B ou antioxidantes como agente protetor no suporte nutricional a pacientes com doença de Alzheimer.</p> <p><strong>Método:</strong> Foi realizada uma revisão da literatura por meio da ferramenta computacional Publish or Perish, selecionando apenas aqueles estudos de maior relevância.</p> <p><strong>Síntese de Evidências:</strong> Fundamentado nos artigos selecionados podemos constatar que a dieta é um fator de grande importância na prevenção da doença de Alzheimer, atuando no controle dos fatores de risco como hiperhomocisteínemia, hipercolesterolemia e devido a ação protetora dos antioxidantes, porém ainda são inconclusivos os estudos com relação a melhora e progressão da doença.</p> Keith Elektra de Souza Santos Renato Ribeiro Nogueira Ferraz Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-04-07 2022-04-07 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.301 O uso de canabinoides no tratamento da dor em pacientes com doença falciforme https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/302 <p>A Doença Falciforme (DF) é caracterizada por dor crônica com crises vaso oclusivas dolorosas aguda intermitente. Recentemente, vários novos medicamentos demonstraram eficácia na prevenção ou redução da frequência de crises de dor vaso-oclusiva. No entanto, as terapias para a dor crônica na DF permanecem pouco investigadas. Os opioides continuam sendo base do tratamento, apesar das desvantagens que incluem constipação, prurido, depressão respiratória e risco de dependência. Dentre as opções para o tratamento de várias condições dolorosas, os canabinoides têm sido cada vez mais considerados e podem ser uma opção para o tratamento da dor na DF. O objetivo deste estudo foi determinar a extensão do uso de Cannabis sativa para o alívio da dor e outros sintomas e seus efeitos colaterais em pacientes com DF.</p> <p>O <strong>presente estudo</strong> utilizou a plataforma PubMed, conduzindo uma revisão de literatura a partir de pesquisas bibliográficas de artigos publicados utilizando com descritores “cannabinoid and sickle cell disease”, “cannabis and sickle cell disease” e “marijuana and sickle cell disease”.</p> <p>Os estudos estabelecem uma base lógica para a investigação dos possíveis efeitos terapêuticos da C. sativa ou canabinoides na DF. A maconha medicinal pode reduzir o uso ilegal de maconha e os riscos e custos relacionados para pacientes com doença falciforme.</p> Bruna Chati Gomes Regina M. Holanda De Mendonça Mônica Pinheiro de Almeida Verissimo Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-04-07 2022-04-07 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.302 Análise da reorganização de processos no atendimento de pacientes suspeitos de covid-19 em um pronto atendimento especializado em otorrinolaringologia e oftalmologia https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/303 <p>Em dezembro de 2019 surgia uma nova infecção, de etiologia desconhecida e assustadoramente contagiosa, causada pelo vírus SARS-CoV-2. Diante deste cenário, otorrinolaringologistas e oftalmologistas apresentam alto risco de contágio e disseminação, pois realizam procedimentos em contato direto com mucosas que geram aerossóis e gotículas. Possíveis manifestações da COVID-19, como alterações das vias aéreas superiores, perda do olfato e paladar, além de alterações oculares, induzem os indivíduos suspeitos a procurarem estes serviços. Há ainda, pacientes assintomáticos que buscam atendimento, devido a queixas relacionada às especialidades, levando profissionais da saúde à exposição ocupacional. Assim, a Organização Mundial de Saúde (OMS), ressalta a necessidade da reorganização nos estabelecimentos de saúde, como a criação de serviços de triagem, o uso de EPIs e treinamento dos profissionais de saúde.</p> <p><strong>Este estudo se propôs</strong> a identificar mudanças do pronto atendimento especializado em otorrinolaringologia e oftalmologia, na reavaliação e criação de novos processos com intuito em demonstrar a competência na prática do trabalho. Para tal, conduziu-se um estudo de caso único, com abordagem qualitativa e descritivo, guiado por entrevistas semiestruturadas com 21 profissionais da saúde, além de análise de documentos internos e de um vídeo institucional.</p> <p><strong>Como resultados</strong>, foram selecionados 255 trechos de narrativas, vinculadas a 21 códigos, agrupados em 7 categorias. O estudo permitiu identificar combinações de evidências relacionadas aos fluxos de pacientes suspeitos, mudanças estruturais, treinamento, dimensionamento e utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), considerados essenciais para redução da transmissão nosocomial.</p> Sirley Lima de Mendonça Antônio Pires Barbosa Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-02-18 2022-02-18 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.303 Reconstrução do ligamento cruzado anterior com a utilização de enxerto do tendão patelar: revisão de ensaios clínicos https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/305 <p><strong>Introdução:</strong> Em muitos países, a incidência de lesões que necessitam de reconstrução do ligamento cruzado anterior (LCA) tem aumentado constantemente. Uma vez que uma lesão do LCA é diagnosticada, o procedimento cirúrgico padrão-ouro, a reconstrução, é o mais indicado. Para tanto, o uso de diferentes enxertos pode resultar em resultados diferentes e, por isso, a seleção desses enxertos pelo cirurgião é um ponto importante a ser discutido. Dentro deste contexto, existem três principais tipos de enxertos para reconstrução do LCA: auto enxertos, aloenxertos e enxertos sintéticos, sendo os auto enxertos do tendão patelar (TP), os mais amplamente utilizados.</p> <p><strong>Objetivo:</strong> Avaliar ensaios clínicos que discutam sobre as técnicas de reconstrução do LCA com a utilização de enxerto do TP, caracterizando suas vantagens e desvantagens.</p> <p><strong>Método:</strong> Para a seleção dos trabalhos foi utilizada a base PubMed, empregando o seguinte algoritmo booleano: "anterior cruciate ligament"[title] and reconstruction[title] AND patellar[title]”.</p> <p><strong>Resultados:</strong> Esta revisão contou com 8 artigos publicados entre os anos de 2017 e 2021 e que atenderam adequadamente a estratégia de busca previamente estabelecida. Síntese de evidências: Com base nos ensaios clínicos revisados, foi possível constatar que a reconstrução do LCA utilizando enxertos do TP, o que inclui o enxerto osso - tendão patelar - osso (BPTB), é atualmente a técnica mais indicada.</p> Ivan Rocha Matiola Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-04-07 2022-04-07 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.305 Tratamento da doença de Fuchs: revisão de ensaios clínicos https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/306 <p><strong>Introdução:</strong> A distrofia corneana endotelial de Fuchs (FECD) é uma doença geneticamente heterogênea, acompanhada de dano irreparável ao endotélio corneano. A FECD é caracterizada por um espessamento da membrana de Descemet, com perda acelerada de células endoteliais inicialmente no centro da córnea e, posteriormente, em sua periferia. O defeito em mosaico do endotélio da córnea faz com que as células respondam com proliferação e migração, resultando em anormalidades no tamanho uniforme (polimegatismo) e variações na forma hexagonal (pleomorfismo). A mais recente Classificação Internacional de Distrofias da Córnea categoriza a FECD em dois tipos: 1 - FECD de início precoce (a mais rara); e 2 - FECD de início tardio (a mais comum).</p> <p><strong>Objetivo:</strong> Realizar uma revisão da literatura buscando sintetizar as evidências clínicas relacionadas aos tratamentos da FECD.</p> <p><strong>Método:</strong> Para a seleção dos trabalhos foi utilizada a plataforma PubMed, empregando a seguinte estratégia de busca: fuchs[title] AND dystrophy[title]. Apenas ensaios clínicos publicados nos últimos cinco anos foram considerados nesta revisão.</p> <p><strong>Resultados:</strong> Foram selecionados 11 artigos que discutiram adequadamente os tratamentos e estratégias de manejo da doença. Síntese de Evidências: O principal método de tratamento da FECD é a ceratoplastia endotelial da membrana de Descemet (DMEK), considerada o padrão-ouro para o manejo da doença. Ainda, foram apresentadas diversas ferramentas e estratégias capazes de melhorar os parâmetros relacionados ao procedimento, ou mesmo permitir a avaliação da evolução da doença.</p> Tiago Rezende Savian Nelson Monteiro da Silva Saulo Yudi Sakashita Guilherme Vita Pôncio de Lacerda Ribeiro Giovanna Sabage Pedro Henrique Fragoso Alves Raphael Macedo de Melo Silva Beatriz Queiroga Victor Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-04-07 2022-04-07 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.306 Fratura de escafoide evoluindo com SNAC (colapso avançado não-união do escafoide): tratamento com artrodese de quatro cantos https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/307 <p><strong>Introdução:</strong> O SNAC (colapso avançado não-união do escafoide, do inglês Scaphoid Nonunion Advanced Collapse), é uma das complicações após fraturas do escafoide que costuma ser tratada de forma conservadora. No entanto, trata-se de uma das principais causas de artrite do punho, enfrentada com frequência pelo cirurgião da mão e que, nestes casos, deve corrigi-la cirurgicamente.</p> <p><strong>Objetivo:</strong> Relatar um caso de SNAC atendido em nosso Serviço e tratado cirurgicamente com a técnica de artrodese de quatro cantos.</p> <p><strong>Método:</strong> Trata-se do relato do caso único de um paciente do sexo feminino, caucasiana e com 60 anos de idade, atendida no Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Ana Costa, localizado na cidade de Santos – SP. Relato do Caso: O mecanismo de trauma decorreu de uma hiperextensão de punho, fraturando o escafoide e evoluindo com SNAC, com colapso avançado do escafoide por necrose. A paciente apresentava sintomatologia dolorosa e limitação de amplitude de movimento de punho. Para a cirurgia, após o preparo inicial foi realizada uma incisão em “S” na região dorsal do punho direito de cerca de 9 centímetros. Depois da divulsão por planos, foi observada artrose do estiloide e pseudo-artrose do escafoide. Nesse momento, foi realizada a ressecção do escafoide e cruentização da articulação mediocárpica com a utilização de uma lâmina de serra. Utilizou-se fio de Kirschner 1.5 visto que, durante o ato cirúrgico, foi necessário realizar a fixação provisória devido à instabilidade articular, posicionando os ossos do carpo para artrodese. Realizou-se então a fresagem, seguida da colocação de placa de artrodese de quatro cantos e passagem de cinco parafusos, observando-se boa fixação. Após esta etapa, foi utilizado um enxerto ósseo no foco da artrodese, seguida da retirada do fio, permitindo a observação de bom posicionamento da artrodese na radioscopia. Por fim, realizou-se hemostasia local, limpeza com soro fisiológico à 0,9% e sutura por planos, sendo a região coberta com um curativo estéril e tala gessada.</p> <p><strong>Conclusão:</strong> A artrodese de quatro cantos mostrou-se uma técnica cirúrgica eficaz para tratamento da fratura do escafoide com evolução para SNAC.</p> Lucas Traldi Jubran Fábio Duque Silveira Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-04-07 2022-04-07 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.307 Reflexões acerca dos professores de enfermagem no ensino da liderança https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/308 O presente artigo buscou trazer a tona o papel dos professores de graduação de enfermagem no ensino da liderança. Destaca-se que o ensino da liderança fortalece e empodera o aluno no processo de transição discente-profissional. Alunos que tem o privilégio de exercer a liderança durante a graduação tem mais facilidade para exercer essa importante competência enquanto enfermeiro. O professor precisa compreender e entender os conceitos e a história da liderança para que se aproprie do ensino e desenvolvimento da mesma de maneira saudável e eficaz. Bianca Batista de Siqueira Chennyfer Dobbins Abi Rached Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-04-07 2022-04-07 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.308 Reflexões sobre o testamento vital como diretiva antecipada de vontade, na perspectiva do princípios da autonomia e da dignidade de vida https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/309 O estudo teve como objetivo compreender sobre a diretiva antecipada de vontade na ótica do testamento vital, destacando os princípios éticos da autonomia da pessoa e da dignidade humana. A pesquisa foi realizada por meio de uma revisão de artigos científicos, utilizando o método da pesquisa bibliográfica, nas bases de dados do portal Regional da Biblioteca Virtual em Saúde da Organização Pan-americana de Saúde entre os anos de 2011 a 2021. Após o levantamento dos resultados foram analisados dez artigos científicos. Observa-se a necessidade de expandir as discussões acerca da compreensão do testamento vital, no âmbito social, jurídico e acadêmico, a fim de contribuir com sua legitimação, externando a autonomia do paciente mediante a esse contexto tão conflituoso, que é a terminalidade de vida. Carla Melissa Costa Araújo Caroline Araújo da Silva Estefani Siqueira de Oliveira Gabriela Gomes Leite Scwinzekel Lucas Gonçalves Vidal Soares Yane da Silva Nunes João Gregório Neto Copyright (c) 2022 International Journal of Health Management Review 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.309 Doença de Kienbock (necrose avascular do osso semilunar): tratamento com técnica de Graner https://ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/310 <p><strong>Introdução:</strong> A osteomalácia do semilunar é o resultado de uma interrupção traumática do suprimento sanguíneo para o referido osso, com uma perturbação subsequente de sua nutrição, caracterizando a Doença de Kienböck (DK). A etiologia da doença ainda é controversa, e dentre as principais teorias sobre o mecanismo para o desenvolvimento da osteonecrose do semilunar inclui-se fratura de compressão primária, ruptura traumática do suprimento sanguíneo extra-ósseo do semilunar e carga repetitiva do osso, além da presença de êmbolos.</p> <p><strong>Objetivo:</strong> Descrever um caso de DK tratado cirurgicamente em nosso Serviço através da ressecção da fileira proximal do punho seguida de artrodese.</p> <p><strong>Método:</strong> Trata-se do relato do caso único de um paciente atendido no Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Ana Costa, localizado na cidade de Santos – SP. Relato do Caso: Paciente do sexo masculino, 40 anos de idade e caucasiano, trabalhador rural, foi admitido em nosso Serviço com relato de dores no punho direito, mão dominante do paciente, e limitação funcional. Relatou história de trauma prévio em punho, todavia sem tratamento cirúrgico. Após avaliação clínica e com o advento de imagens radiográficas, a equipe chegou ao diagnóstico de DK. Foi realizado então tratamento cirúrgico, que consistiu em uma grande ressecção da fileira proximal do punho associada a uma artrodese do punho.</p> <p><strong>Conclusão:</strong> A técnica utilizada demonstrou sucesso para tratamento da DK no paciente aqui relatado, sem a ocorrência de complicações ou quaisquer intercorrências que desabonem sua utilização.</p> Lucas Traldi Jubran Fábio Duque Oliveira Thiago Precioso Marques Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2022-04-02 2022-04-02 8 1 10.37497/ijhmreview.v8i1.310