Cuidados Paliativos à luz da perspectiva da multidimensionalidade do Ser Humano e da Vida: articulando saberes das áreas da Educação e da Saúde

Sandra Papesky Sabbag

Resumo


O objetivo do artigo é aproximar as áreas da Educação e da Saúde na tentativa de articular saberes construídos e propor uma reflexão sobre cuidados paliativos que nos permita problematizar e melhorar os processos de viver e de morrer de cada um de nós. Evidencia-se a abordagem da complexidade que colabora com a fundamentação de Cuidados Paliativos por contemplar possibilidades de tratamento, de jeitos de qualificar a vida, de aprender a viver e a morrer com dignidade, de compreender a multidimensionalidade da existência humana e de propor uma formação profissional continuada multidisciplinar. Finalmente, reforça a necessidade humana de cuidados recíprocos ao longo da jornada terrena e não só em razão da proximidade da morte biológica, na forma de diálogos e atitudes motivadas por competências humanas essenciais voltadas à fraternidade dos laços da Família Humana.

 

Palavras-chave: Cuidados Paliativos – Complexidade – Educação e Saúde


Palavras-chave


Cuidados Paliativos – Complexidade – Educação e Saúde

Texto completo:

PDF

Referências


BOHM, David. Totalidade e a Ordem Implicada. SP: Madras, 2008.

BRASIL. Manual de Cuidados Paliativos. RJ: Diagraphic, 2009.

BRONFENBRENNER, Urie. A ecologia do desenvolvimento humano: experimentos naturais e planejados. Porto Alegre: Artmed, 1996.

DAMÁSIO, António. Em busca de Espinosa: prazer e dor na ciência dos sentimentos. SP: Companhia das Letras, 2004.

LISPECTOR, Clarice. A descoberta do mundo. RJ: Rocco, 1999.

MACIEL, Maria Goretti Sales. Definições e Princípios. In: Conselho Regional de Medicina de São Paulo (CREMESP). Cuidado Paliativo (coordenação institucional de Reinaldo Ayer de Oliveira). CREMESP, 2008, p.15- p.32.

MACIEL, Maria Goretti S., CRUZ, Maria das Graças M., FERREIRA, Sâmio P. Tempo de Amor: a essência da vida na proximidade da morte. São Caetano do Sul, SP: Difusão, 2007.

MORIN, Edgar. X da questão: o sujeito à flor da pele. Porto Alegre: Artmed, 2003.

ROSSITTO, Roberto Grelet. Características da relação professor-aluno, em curso noturno da área da Saúde, que facilitam e dificultam a aprendizagem. Dissertação de Mestrado. Pontifícia Universidade Católica/PUC-SP, 2002, 85 p.

YALOM, Irvin D. De frente para o sol: como superar o terror da morte. RJ: 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.