O papel do enfermeiro no acompanhamento de pré natal de baixo risco utilizando a abordagem centrada na pessoa - gestante

Rachel Sarmento Reis, Chennyfer Dobbins Abi Rached

Resumo


Trata-se de uma revisão narrativa sobre a importância da consulta do enfermeiro durante o pré-natal da gestante de baixo risco, utilizando a abordagem centrada na pessoa - gestante. O pré-natal é o acompanhamento da evolução da gestação que visa cuidar da saúde da mulher e do seu bebê até que o parto ocorra, também é o momento que a gestante vivencia diferentes sentimentos, por isso o estabelecimento de relação com a enfermagem se faz imprescindível. O pré-natal quando realizado com qualidade desempenha importante papel na redução da mortalidade materna e infantil. Informações sobre as diferentes vivências devem ser trocadas entre as mulheres e os profissionais de saúde. A consulta de enfermagem é uma atividade que irá proporcionar ao enfermeiro (a) condições para atuar de forma direta e independente com a paciente, caracterizando dessa forma sua autonomia. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, a abordagem centrada na pessoa – gestane deve ser uma ferramenta primordial na Estratégia de Saúde da Familia, pois propicia o vínculo, atendimento integral e fortalecimento da longitudinalidade do cuidado alem de ser uma tecnologia leve, utilizada pelo profissional que permite idenificar as  últiplas vulnerabilidades, fazendo com que diminuam se as chances de complicações e mortalidade materna e infantil e uma boa qualidade do pré-natal. Espera-se que este estudo contribua para reflexão do enfermeiro, quanto a sua importância nesse contexto, visando uma assistência à gestante cada vez mais humanizada e científica.


Palavras-chave


Enfermeiro. Pré-natal. Baixo risco. Gestante. Humanização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.