Hemangioma colorretal em criança: relato de caso

Autores

  • Barbara Guedes Santiago Barbosa
  • Taila Harumi Shimabukuro

DOI:

https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v6i2.212

Palavras-chave:

Hemangioma, Neoplasias Intestinais, Criança, Hemorragia Gastrointestinal.

Resumo

Os hemangiomas gastrointestinais infantis são raros e representam um desafio devido à limitada aplicabilidade das abordagens diagnósticas. Tais tumores, apresentam-se frequentemente como lesões cutâneas, porém podem acometer diferentes órgãos e sistemas como fígado, trato gastrointestinal, urinário, entre outros.  Diferente do que ocorre com as malformações vasculares, esses têm a capacidade de involuir após um período proliferativo, não necessitando, por vezes, de intervenção. Contudo, podem apresentar complicações como hemorragia digestiva, intussuscepção e perfurações intestinais, sendo necessária a abordagem cirúrgica. Seu diagnóstico somente pode ser confirmado através da análise anatomopatológica, não indicada de forma recorrente devido alto risco de sangramento relacionado à exérese das lesões. Os exames endoscópicos são essenciais, nos quais são avaliadas as características macroscópicas da lesão e da mucosa adjacente, assim como busca de lesões sincrônicas. O tratamento é preferencialmente clínico e atualmente o propranolol é considerado padrão-ouro. Outras medicações também possuem boa resposta, como corticosteroides, intérferon alfa e vincristina, porém os mesmos possuem efeitos colaterais importantes e indicações específicas. Embora raros, os hemangiomas gastrointestinais devem ser considerados no diagnóstico diferencial de sangramento gastrointestinal. Sabe-se que o melhor conhecimento dessas lesões diminuiria o atraso diagnóstico, permitiria tratamento e acompanhamento precoces, evitando manejo inadequado e possíveis complicações com risco de vida ao paciente. Consequentemente, promove-se uma redução da necessidade de intervenções de urgência e melhora do prognóstico nos casos diagnosticados. Relatado neste trabalho o caso de uma criança de 4 anos de idade, acompanhada em ambulatório de cirurgia pediátrica no Hospital do Servidor Municipal de São Paulo, com hemorragia digestiva baixa, diagnosticada com hemangiomas colônicos por meio de exame colonoscópico apresentando boa resposta ao tratamento clínico com propranolol.

Downloads

Como Citar

Barbosa, B. G. S., & Shimabukuro, T. H. (2020). Hemangioma colorretal em criança: relato de caso. International Journal of Health Management Review, 6(2). https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v6i2.212

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.