Revisão da literatura sobre colostomias e suas complicações no período de 2015 a 2021
PDF

Palavras-chave

Cirurgia
Intestino
Colostomia
Técnicas
Complicações

Como Citar

Godoy Junior, P. C. de, & Sousa, A. V. de. (2021). Revisão da literatura sobre colostomias e suas complicações no período de 2015 a 2021. International Journal of Health Management Review, 7(3). https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v7i3.289

Resumo

Introdução: A colostomia é uma abertura criada cirurgicamente no abdome, por onde uma parte do colo intestinal é introduzida para permitir a passagem das fezes. Existem três tipos básicos de colostomias, a terminal, em alça ou em dupla-boca. Objetivo: Realizar uma revisão da literatura sobre a confecção de colostomia e suas complicações no período de 2015 a 2021. Método: A busca dos trabalhos foi realizada na base de dados PUBMED, utilizando as seguintes palavras-chave: colostomy AND (complications OR aggravations). Foram selecionados apenas os ensaios clínicos publicados nos últimos cinco anos. Todavia, artigos com datas de publicação superiores a cinco anos eventualmente foram utilizados na redação da Introdução da presente revisão. A busca, realizada no mês de setembro de 2021, retornou 38 artigos que atenderam, de início, a estratégia de busca previamente estabelecida. Após a leitura dos títulos e resumos, foi possível verificar que 22 trabalhos discutiam adequadamente o tema proposto para esta pesquisa. Resultados: A colostomia terminal foi considerada o procedimento padrão-ouro, embora seja o método que apresenta mais complicações. Por outro lado, tanto a colostomia em alça quanto em dupla-boca, parecem ser os mais comumente empregados pela maioria dos cirurgiões do aparelho digestório. As complicações precoces mais comuns foram a irritação da pele e formação de hematomas. Já as complicações tardias mais citadas foram o prolapso ou estenose da ostomia, hérnia parastomática, retração da ostomia, obstrução ileal, isquemia, necrose e hemorragia, além da formação de fístulas. Conclusão: Independentemente da técnica escolhida, o aspecto emocional do paciente candidato à colostomia, ou mesmo já colostomizado, deve ser respeitado antes, durante e após a cirurgia, considerando que a participação da equipe multidisciplinar, a começar pelo cirurgião, é imprescindível para que o paciente retorne o mais rapidamente ao convívio com a sociedade.
https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v7i3.289
PDF

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) em http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html