IMPACTO DA QUARENTENA DECORRENTE DA PANDEMIA DE COVID-19 NA ROTINA DE CIRURGIAS DE DIÁFISE DA TÍBIA

Mario Cesar Stocco Sterzo, Rosano Antônio Carvalho Rosan, Helder Santos Oliveira, João Victor Fornari, Nilson Nonose, André Felipe Ninomiya

Resumo


Introdução: À medida que a COVID-19 se espalha, os hospitais estão rapidamente se tornando zonas quentes para o tratamento da doença. Porém, as salas de cirurgia se tornaram áreas de alto risco para transmissão de infecções respiratórias, especialmente em decorrência da necessidade de gerenciamento das vias aéreas. Objetivo: Avaliar o impacto da quarentena decorrente da pandemia de COVID-19 na rotina de cirurgias para correção de fraturas de diáfise da tíbia no Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Universitário São Francisco na Providência de Deus (HUSF), localizado na cidade de Bragança Paulista – SP. Foram coletados dados sobre o número de cirurgias entre os meses de março e agosto do ano de 2020, que foram comparados com os dados coletados nos mesmos meses no período de 2017 a 2019. Resultados: Não foi observada redução no número de cirurgias para correção de fraturas de diáfise da tíbia no período de pandemia. Conclusão: Acreditase que a manutenção do número de cirurgias deveu-se à estabilidade da rotina do Serviço, além de uma possível quebra do isolamento proposto pelas autoridades, que manteve o número de acidentes, especialmente os motociclísticos.

Palavras-chave


Ortopedia; Traumatologia; Fraturas; Tíbia; Covid-19; Coronavírus.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.