Trauma pediátrico sob cuidados adultos: abordagem e prognóstico entre serviços assistenciais de diferente enfoque

Marina Fanelli Luchiari Milani, Ciro Carneiro Medeiros, Igor Arantes de Oliveira Goes, Lívia Maria Pacelli Marcon, Mariana Gonçalves Ferreira, Monique Raquel Barbosa de Queiroz Fonseca, Wendy do Carmo Aguiar

Resumo


Trauma é a causa mais comum de morte em crianças menores de um ano de idade. Cuidar de pacientes pediátricos vítimas de trauma requer conhecimento especial, manejo preciso e atenção aos detalhes. Todos os profissionais de saúde responsáveis pelo cuidado de um paciente com trauma pediátrico devem estar familiarizados com todos os princípios do tratamento, as características e necessidades únicas desses pacientes. Portanto, o objetivo desse estudo é diferenciar a abordagem do trauma pediátrico em serviço de atendimento específico da assistência prestada pelo serviço de atendimento generalizado. Para tanto, foi realizada uma revisão narrativa da literatura, buscando compreender os principais pontos quanto as diferenças desses atendimentos. Considera-se que a literatura mostra divergência entre as abordagens, dependendo do tipo de serviço analisado, se de alta ou média demanda, logo, os centros voltados para o público pediátrico se fazem necessária por mostrar uma recuperação mais rápida (retorno mais precoce para casa).

Palavras-chave


Trauma; trauma pediátrico; ATLS; pediatria; cirurgia pediátrica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.