Usos clínicos do fitoterápico da erva-baleeira (Varronia curassavica jacq.): revisão da literatura

Gustavo Saad S. El Toghlobi, Rafael Augusto Arantes, Beatriz Gianini Knudsen, Ricardo Tabach, Marcos Aurélio Almeida Pereira, Rafael Guzzela de Carvalho, Renato Ribeiro Nogueira Ferraz, Francisco Sandro Menezes Rodrigues

Resumo


Introdução: A Erva-baleeira (Varronia curassavica Jacq.) é uma planta medicinal e aromática originária do Brasil. A espécie pertence à família Boraginaceae e tem grande relevância econômica devido ao óleo essencial presente em suas folhas. A planta possui importantes ações, como atividade contra o mosquito Aedes aegypti, no entanto, seu principal efeito é anti-inflamatório. O objetivo desta revisão bibliográfica foi elencar as principais características e efeitos terapêuticos da Varronia curassavica Jacq. Método: O trabalho foi realizado a partir da busca online, entre junho e agosto de 2020, de artigos científicos publicados em inglês e português entre 2000 e 2020 nas bases de dados de saúde pública “PubMed”, “LILACS” e “SciELO”, onde foram usados os descritores: Cordia; Plantas Medicinais; Fitoterapia. Resultados: Existem registros do uso da erva-baleeira por comunidades tradicionais para tratamento de inflamações, mialgia, artrites, reumatismos, úlceras estomacais e como tônico para contusões. Ela também tem uso citado como cicatrizante em feridas e regiões inflamadas. Popularmente, o uso é feito a partir das folhas em forma de infusão, decocção, pomadas, tinturas, extratos hidroalcoólicos e cataplasmas. Conclusão: A Erva-baleeira é uma planta medicinal com grande emprego fitoterápico. Seu uso advém principalmente de seu importante efeito anti-inflamatório. Novos estudos sobre as propriedades terapêuticas da Erva-baleeira são necessários, a fim de explorar suas potenciais aplicabilidades clínicas e corroborar cientificamente o uso da erva já popularmente consagrada.

Palavras-chave


Erva-baleeira, Fitoterapia, Anti-inflamatório

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.